Livro “A sociedade justa”, de John Kenneth Galbraith, boa obra

Gaibraith foi um economia keynesiano, estruturalista, de esquerda. Defendia economia mista. Foi o Controlador geral de preços nos EUA. E sempre esteve na ala centro-esquerda do Partido Democrático. Defendeu um novo New Deal, defendendo as candidaturas do Partido Democrático nos EUA. 

O livro “A sociedade justa” (Rio, Ed. Campos, 1996), de Galbraith, defende reformas sociais para combater as grandes fortunas privadas e para repartir as rendas. Galbraith nasceu no Canadá, mas viveu quase toda a vida nos EUA. Também foi Embaixador dos EUA na Índia. Nesta obra, ele se alinha com bons luteranos da Alemanha, próximos dos católicos, para defender uma “economia justa”, baseada na “distribuição da renda e do poder”, na defesa do meio ambiente, defesa dos imigrantes etc.

Economia mista é uma fórmula para resumir a doutrina social da Igreja, que não defende nem capitalismo e nem comunismo (estatização de tudo), e sim estatização de grandes meios de produção, cooperativas, reforma agrária, políticas de controle dos preços, políticas públicas de repartição de rendas, tributação forte dos ricos e apoio do Estado aos trabalhadores. 

 

Comentários estão fechados.

Pular para a barra de ferramentas