Até 1993, o asqueroso presidente do México, Salinas, tinha privatizado 214 empresas estatais, doando ativos que valem centenas de bilhões por apenas 21 bi­lhões de dólares. 

Entregou para o setor privado os bancos e as side­rurgias, além de companhias telefônicas e aéreas.

Esta sangria e entrega de bens estatais (do povo) teve início em 1990.

Salinas privatizou mais de 50 estatais a cada ano, nos anos 1990, 1991, 1992 e 1993.

Em 1993, faltavam ainda 218 estatais, que o doido queria entregar.

Enquanto isso, na França, o PSF estava ainda no poder, depois de 22 anos, com François Mitterrand.

Comentários estão fechados.

— Updated: 12/12/2018 — Total visits: 42,498 — Last 24 hours: 47 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas