A Doutrina social da Igreja quer abolir latifúndios, grandes fortunas privadas, trustes e cartéis privados, toda forma de oligopólio e monopólio privado, toda forma de exploração do trabalho e das pessoas.

No livro de Dominique Wolton, “Papa Francisco, o futuro da Igreja” (Rio de Janeiro, Ed. Petra, 2018, p. 53), há o seguinte trecho, da lavra de Francisco I

“No mundo de hoje, 62 ricos possuem sozinhos a mesma riqueza de 3,5 bilhões de pobres. No mundo de hoje, 871 milhões de pessoas passam fome e 250 milhões de migrantes não têm onde ir, não têm nada.

O tráfico de drogas hoje faz circular cerca de trezentos bilhões de dólares. E, nos paraísos fiscais, estimamos que “flutuem” 2,4 trilhões de dólares, circulando de um lugar a outro”.

 

Comentários estão fechados.

Pular para a barra de ferramentas