Duas grandes católicas, Edith Stein e Simone Weil, duas estrelas da Democracia popular

Edith Stein (1891-1942) foi uma judia convertida, que se tornou freira carmelita, em Colônia. Edith foi assistente de Edmundo Husserl, em Friburgo. Foi presa pelos nazistas em 02.08.1942 e morta,  assassinada, martirizada, em 1942, no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau. Foi beatificada em 01.05.1987, na cidade de Colônia, Alemanha; e canonizada em 11.10.1998, em Roma.

Edith Stein e Simone Weil deixaram grande testemunho de vida ética e de resistência à ditaduras e tiranias. Lutavam por uma boa Democracia popular, Estado social, proteção aos trabalhadores. 

Simone Weil lutou ao lado dos republicanos, na Espanha, pela Democracia popular.

São heroínas da democracia popular. Simone Weil amava profundamente os textos da Paidéia, inclusive os textos de Homero.

Comentários estão fechados.

Pular para a barra de ferramentas