Marina do Itaú, que se tornou auxiliar de serra e de aecinho, que tragédia

Eu conheci Marina Silva dos bons tempos do Acre, quando era uma senadora do povo, voltada ao bem comum.

Infelizmente, depois de uma doença grave, se tornou praticamente uma auxiliar do Banco Itaú, tutelada da filha do dono do Itaú. Também é apoiada por outros grandes empresas capitalistas, a Natura, o que é sintomático.

O Partido de Marina tem bons parlamentares como Molon (ligado a Igreja) e Randolfe. Pois vejamos o que Marina sente por estes parlamentares, na matéria de Fernando Brito, do Tijolaço, grande bloguista ligado a Getúlio, João Goulart e Brizola:

“Jornalista Fernando Brito, do Tijolaço, cita nota publicada pelo colunista Octávio Costa, da Istoé, em que ele diz que Marina Silva “atribui o mau desempenho [de sua candidatura presidencial] à rejeição que a Rede estaria sofrendo principalmente em alguns setores da classe média muito por conta de dois dos mais combativos parlamentares do partido”, Molon e Randolfe; Marina não teria engolido até hoje o fato de a dupla ter votado contra o impeachment de Dilma Rousseff e não anda satisfeita com a oposição que eles fazem às reformas de Temer”. 

Comentários estão fechados.

Pular para a barra de ferramentas