Grandes padres – o abade de Saint Pierre, Galiani, Antônio Genovesi, Mably, Condillac, Raynal, Sieyes, Jacques Roux, bispo Gregório e outros

O Abade de Saint Pierre queria um Estado mundial. Correto. Foi elogiado por Rousseau, a quem influenciou.

Galiani, Mably e Genovesi queriam uma síntese de economia mista, com protecionismo, proteção estatal, intervenção estatal e difusão de bens. 

O abade Raynal atacou duramente o colonialismo. Mostrou que a exploração dos países mais pobres só traz ruínas. 

O abade Condillac e seu irmão Mably conciliaram o melhor do empirismo com o amor ao raciocínio dedutivo, numa linha que Leibnitz apreciaria, se estivesse vivo nesta época. 

Os padres Sieys, Jacques Roux e o bispo Gregório, tal como centenas de outros padres e milhões de leigos, foram responsáveis pelo melhor da Revolução Francesa, contando com leigos muito religiosos, como Robespierre. 

Em outras postagens, vou detalhar a contribuição de cada um destes padres. Os Curas da Revolução de 1817, no Brasil, também dirigiram uma das melhores revoluções. 

Comentários estão fechados.

Pular para a barra de ferramentas