A lição de São Francisco de Sales sobre a importância das paixões boas

São Francisco de Sales ensinava que sem paixões (sem os movimentos afetivos poderosos), nenhuma boa ação é praticada. Os grandes santos e o próprio Cristo eram homem apaixonados, com poderosas paixões, mas ordenadas pela sociedade para que todos seus atos servissem ao bem comum, ou seja, os movimentos afetivos e instintivos movimentavam-se de forma inteligente, de forma racional.

Conclusão: a regra para a boa ordenação da vida pessoal é a mesma regra para a boa ordenação da sociedade. A vida pessoal deve ser pautada pela consciência pessoal, pela razão e pelo bem comum. A vida social deve ser pautada pela consciência social (pela interligação das consciências pessoais pelo diálogo), pela participação de todos no poder, para que tudo sirva ao bem comum, ao bem de todos.

Comentários estão fechados.

Pular para a barra de ferramentas