Arquivos para : Renda universal, ótima ideia, boa solução

Renda básica universal, ideia cristã e excelente para erradicar a miséria

A ideia da Renda Básica Universal é uma ideia maravilhosa, que realiza a destinação universal de bens. O Estado deve dar a cada pessoa, acima de 16 anos, uma renda básica, sem contrapartidas, no máximo com incentivos à educação, vacinação etc. 

Esta ideia é defendida por vários políticos e economistas. É defendida por John McDonell e Bernie Sanders, políticos de esquerda. E também por ricos como Mark Zuckerberg e Elon Musk. 

Na prática, há esboços da Renda Básica na Itália, nos países escandinavos (Finlândia, Suécia..), nos EUA (imposto de renda negativo), na França etc. 

Renda Básica não leva ninguém a evitar o trabalho, e sim amplia a capacidade de trabalho. Os pequenos produtores trabalham com mais ânimo e paz. 

A proteção contra a miséria cria uma rede de segurança, de autoestima, de incentivo a projetos. Trata os miseráveis como pessoas boas. 

 

 

 

 

 

 

 

Renda universal estatal de inclusão, na Itália, nosso Bolsa Família

Colhi no 247 – “A partir de 1º de dezembro, cerca de 490 mil famílias na Itália poderão solicitar a “renda de inclusão social” (ReI), projeto criado pelo governo do primeiro-ministro Paolo Gentiloni para combater a pobreza no país.

Em um primeiro momento, o benefício pagará até 485 euros por mês (R$ 1,86 mil, segundo a cotação atual, quase dois mil reais) a núcleos familiares com menores de idade, deficientes, mulheres grávidas a quatro meses do parto e maiores de 55 anos desempregados.

A quantia será definida de acordo com o número de pessoas na família.

Para acessar a renda de inclusão, a família não poderá ter Indicador de Situação Econômica Equivalente (ISEE) superior a 6 mil euros e patrimônio imobiliário maior do que 20 mil euros, excluindo a primeira casa.

O ISEE é um instrumento criado para avaliar a condição de vida dos italianos, levando em conta renda, bens e características do núcleo familiar.

O benefício será concedido por um período máximo de 18 meses, mas poderá ser renovado por mais 12 depois de meio ano.

Em contrapartida, a família deverá participar de um projeto personalizado de reinserção no mercado de trabalho.

Também poderão pedir a renda de inclusão cidadãos da União Europeia e extracomunitários com permissão de estadia de longo prazo, desde que residam na Itália há pelo menos dois anos ininterruptos. 

Juan Luis Vives, o principal criador da ideia da Renda universal

Juan Luís Vives foi um católico de ótima cepa, inclusive tendo ascendentes hebreus na família conversa, que foi amigo de São Tomás Morus e de Erasmo de Roterdam (outro magnífico católico, autor de Elogio da loucura….que recomendo aos loucos que querem internar os outros à força…. junto com O alienista, obra de Machado de Assis). 
Juan viveu de 1493 a 1540. Escreveu o livro “De subventione pauperum” (“Da ajuda aos pobres”). O livro foi um projeto enviado ao parlamento municipal de Burges, na Bélgica (Flandres, na época), ensinando que toda pessoa tem o direito natural a um certo número de bens, para ter uma vida digna, pela destinação universal dos bens, ponto da doutrina da Igreja (afinal, o bom Deus fez o universo para todos viverem bem, uai). 
Então, Juan Luis Vives propôs que o Município desse uma renda garantida a todos os habitantes, e nao só aos pobres, inclusive até “inclusive para as prostitutas e os jogadores” (claro que para os sujeitos deixarem a prostituição e o jogo, é óbvio). A proposta é de 1526. Bem antes da mesma ideia de Thomas Paine, em 1795, no panfleto Justiça Agrária.
Neste bom ano da graça de 2016, na Suiça, quase foi aprovado o projeto de assegurar a todo suiço (e mais da metade da Suiça é católica, frise-se..) uma renda mensal de 2.500 dólares por mês.
O mesmo projeto tem alguma vigência no Alasca, na Finlândia, no Quênia e em toda a Europa,e EUA, na forma de imposto de renda negativo.    Até Milton Friedman abonou a ideia, por algum tempo uai. Afinal, distribui propriedade privada para todos……e floresce o mercado, faz crescer o empreendedorismo, as pequenas firmas familiares, protege o campesinato do êxito rural uai. 
— Updated: 19/09/2018 — Total visits: 35,519 — Last 24 hours: 107 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas