Arquivos para : A Direita Penal é abominável, sanguinária e covarde, bolsonariana, asquerosa

Carta de um de meus juristas preferidos, Luigi Ferrajoli, fundador do Garantismo, sobre o processo contra Lula

Tirei do 247, “Em carta, o jurista italiano Luigi Ferrajoli, principal teórico do Garantismo, faz um alerta ao mundo de que Lula não está tendo direito a um julgamento justo e imparcial;

“Quero expressar minhas preocupações sobre as formas com que o julgamento contra o ex-presidente foi criado e conduzido”, anuncia o jurista, que aponta “uma ausência impressionante de imparcialidade por parte dos juízes e procuradores que o promoveram, dificilmente explicável senão com a finalidade política de pôr fim ao processo de reformas que foi realizado no Brasil”. 

Bolsonaro, retrato da Besta, direita penal asquerosa

Tirei do 247 – “O presidenciável e deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) perdeu a cabeça ao falar sobre o uso indevido de auxílio-moradia ao ser questionado pelo tema por uma repórter do jornal Folha de S. Paulo; “Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio moradia eu usava pra comer gente, tá satisfeita agora ou não? Você tá satisfeita agora?”, disse Bolsonaro”. 

Este é o nível da besta, da direita penal e neoliberal, adotada por um bando de comedores de alfafa, coxinhas, teleguiados pela Globo. Um bando de burros de cabeça vazia, a serviço dos ultra ricos.

Os ultra ricos programam a Globo e dirigem uma horda de bestas sanguinárias, vazias, a serviço dos ultra ricos. 

Dorothy Day, defendendo pobres, trabalhadores, presos etc.

Resultado de imagem para dorothy day

Imagine um juiz irritado e doido para condenar e prender, teria que rosto?

Resultado de imagem para Juiz moro fotos

Indulto natalino é instituição cristã e nada tem de errado e explico

Ao contrário do que falaram alguns poucos colegas da Equipe Lava Jato, o Decreto de Indulto, de 22.12.2017, não tem nada de errado, no prisma ético.

No Decreto do ano passado, de 2016, as regras são praticamente as mesmas. Só poderiam ser beneficiados pelo perdão pessoas condenadas a no máximo 12 anos e que, até 25 de dezembro de 2016, tivessem cumprido um quarto da pena (25%), desde que não fossem reincidentes.

No decreto deste ano, não há o período máximo de condenação e em vez da exigência de 25% (um quarto), há a exigência de 20% (um quinto) de cumprimento da pena para os não reincidentes, para quem cumprir estes requisitos até 25 de dezembro de 2017.

Ou seja, o perdão aumenta CINCO POR CENTO, 5%. Uma quantidade pífia. 

Em vez de perdoar 75% (três quarto da pena), há o perdão de 80% (quatro quintos).

É praticamente o mesmo decreto do ano passado.

Lembro que as pessoas de esquerda e cristãs são garantistas, não são de direita penal.

O Brasil tem o pior sistema carcerário do planeta.

Em número de presos, perdemos apenas para os EUA e a China. Brasil tem 217 milhões de pessoas. EUA tem uns 330 milhões e a China tem 1,2 bilhões.

Nosso sistema é um Gulag, um Campo de concentração nazista, um matadouro, uma máquina de moer pessoas. Nosso sistema prisional é um Campo de torturas. 

E nosso sistema é pior, pois é superpovoado, com celas com 25 presos, como se os presos fossem sardinhas.

Lembro ainda que boa parte dos presos é de proletários negros, que cometeram pequenos delitos.

O indulto evita o crescimento do Gulag, do campo de concentração nazista que é nosso sistema carcerário.

Eu detesto o golpista do temer, mas detesto ainda mais a direita penal, a covardia de nosso sistema prisional. Então, o decreto de indulto é bom e correto.

Deveria ser era uma anistia, libertando os famélicos que estão sendo torturados, alvos de violência sexual e que só escapam se suicidando ou sendo mortos aos poucos. 

Detesto Maluf, mas tem quase 90 anos e está doente, deve ser aplicada a compensação humanitária

Colhi no 247 – “O Instituto dos Advogados de São Paulo considera que a prisão em regime fechado na Papuda feriu os direitos do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), de 86 anos; a manifestação foi feita após um pedido da esposa e um dos filhos de Maluf para analisar o caso.

O parecer foi elaborado pelo presidente da Comissão de Estudos de Direitos Humanos do instituto, Ricardo Sayeg.

“A comissão elabora o presente relatório para concluir pela violação dos direitos humanos do sr. Paulo Salim Maluf, que tem o direito humano à facilidade (decorrente da compensação humanitária e legal das naturais dificuldades de idade avançada) da prisão domiciliar, por ser maior de 80 anos de idade; e de sua esposa, sra. Sylvia Luftalla Maluf, quem tem direito à reunião familiar com seu marido”, diz Sayeg”. 

— Updated: 19 de Janeiro de 2018 — Total visits: 19,672 — Last 24 hours: 34 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas