Arquivos para : A “Fórmula” das Armas: MODELO JAPONES. Comércio iníquo de armas, mercado da morte. Quanto menos armas, melhor

O Diabo, na terra, o que faz: faz propaganda de ARMAS, da Violência, do Ódio, de Pistolas, de Fuzis. O Anticristo faz o mesmo. Caminho da BESTA, de abestados

247 – Num vídeo que circula nas redes sociais, Jair Bolsonaro visita um stand da fabricante de armas Taurus em evento não identificado e faz um discurso chocante no qual apresenta-se como garoto propaganda da empresa, apesar de negar num sorriso irônico.

Diz que se for eleito todo “cidadão de bem” [RICOS] terá “no primeiro momento” em casa uma pistola como a que a Taurus estava lançando e que os ruralistas terão fuzis como “cartão de visita pra invasor”. Assista ao vídeo de 1m16seg ao final

A cena é chocante, porque o candidato ameaça o país com o fim do Estatuto do Desarmamento e o início de um tempo de acesso facilitado a armas de fogo capazes de matar dezenas de pessoas.

Bolsonaro ao mesmo tempo ensaia importar o padrão da sociedade dos EUA, traumatizada pelos seguidos massacres em escolas e centros comunitários, e insinua criar um clima de verdadeira guerra civil nas cidades e especialmente no campo.

Logo no início do vídeo, Bolsonaro diz, sorrindo: “Não sou garoto de propaganda da Taurus mas estou aqui para o lançamento dos armamentos deles”. E segue: “A Taurus tá lançando aqui um fuzil…”. O representante da empresa segue, “…o nosso T4” e ele repete, sorridente, “…o nosso T4”.

Mais adiante, Bolsonaro fala sobre não ser mais capitão do Exército mas afirma, “a paixão pelas armas continua”.

E começa o trecho mais impactante do vídeo: Pegando a pistola que estava sendo lançada, afirma: “É o que eu sempre digo, se eu chegar lá, você, cidadão de bem, no primeiro momento vai ter isso em casa. E você, produtor rural, no que depender de mim, vai ter isso aqui também (erguendo o fuzil)... cartão de visita pra invasor tem que ser cartucho 762″.

E finaliza: “Porque mais importante que a tua vida é a sua liberdade (dá ênfase na em “tua vida” e pega a pistola, como a vincular a pistola com a vida). Povo armado jamais será escravizado. Parabéns à Taurus”.

Não por acaso as transações de ações da Taurus cresceram mais de 50 vezes nos últimos dois meses, na esteira do crescimento da candidatura de Bosonaro.

No mesmo período, o valor dos papéis preferenciais mais que dobrou.

O valor de mercado da empresa saltou de R$ 139,3 milhões para R$ 332 milhões. Detalhe: tudo isso apesar de a companhia acumular prejuízos e dívidas.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao vídeo:

Eu apoio o 247

Por um Brasil, SEM ARMAS, com POPULAÇÃO DESARMADA

Desde 22.12.2003, com a Lei do Estatuto do Desarmamento, somente a PF pode conceder o direito de ter uma arma, mas apenas no lar e no trabalho.

O porte de armas está proibido para civis, em geral.

Só podem portar (andar armado nas ruas) armas militares, policiais, vigilantes-seguranças privadas e pessoas da área rural, para subsistência. É crime andar armado, exceto nas exceções listadas, pena de dois a quatro anos, crime inafiançável. 

Mesmo o direito de ter uma arma, só foi concedido a umas 30.000 pessoas, de 2004 até 2018. As empresas podem contratar vigilantes-seguranças armados. As pessoas sem antecedentes penais podem ter uma arma em casa, para proteger a família, basta requerer a PF.

A lei do Estatuto do Desarmamento foi apoiada amplamente pela Igreja. 

Antes, o direito de porte era dado pelos Estados, o que gera amplos abusos. agora, apenas pela PF. Foi uma ótima decisão do Governo Lula.

Somente a Campanha pelo Desarmamento, levou cerca de 600.000 pessoas a ENTREGAREM AS ARMAS AO Estado, que as destruiu. 

Há também outra excrescência, o direito de ter armas para colecionadores, atiradores em Clubes e caçadores, que deveria ser bem restringido.

Dos cerca de 65.000 homicídios por ano, no Brasil, mais de 70% são por ARMAS DE FOGO, uns 45.000 assassinatos. E boa parte dos suicídios, também é praticado com armas de fogo. 

Por ano, há cerca de 600.000 mortes por ARMAS DE FOGO, no mundo. E quase todas as armas de fogo de pequeno porte, cerca de metade, estão nos EUA.

Comparando os números de mortes por armas de fogo nos EUA e na Europa, onde quase não há armas, fica claro que QUANTO MENOS ARMAS, melhor.

O melhor exemplo é o Japão, que tem 134.000 de pessoas e MENOS DE MIL ASSASSINADOS, por ano. O Japão é a melhor prova da importância da política de DESARMENTO. 

 

 

A ideia de difundir ARMAS é uma ideia FASCISTA e que gera RIOS DE SANGUE

O comércio de ARMAS é ASQUEROSO, e quase todas têm origem nos EUA, enriquecendo Comerciantes da Morte. Solução JAPONESA é a melhor, proibição praticamente absoluta de armas

Tirei o texto de Boulos e concordo totalmente:

“6. Controle de armas

Quanto mais armas em circulação, maior o número de mortes (inclusive de quem a porta achando que vai se proteger).

Precisamos do controle sobre as armas, não da sua expansão.

“Propomos o fomento para campanhas de desarmamento voluntário da população, além de ampliar o controle sobre armas e munições que circulam no território brasileiro, aprimorando os dispositivos previstos na Lei 10.826/03 e no Decreto 5.123/04.

“Além disso, é preciso envolver a diplomacia brasileira na relação com países fabricantes de armas e munições, bem como com nossos vizinhos de fronteira, para um esforço conjunto de controle de armas e munições”.

A mentira dos fantoches da direita penal que defendem venda de armas. Meninos de propaganda dos fabricantes de armas…

Resultado de imagem para humor bolsonaro político

Conferência dos Bispos católicos nos EUA quer proibição absoluta de armas

Do site da Rádio Vaticana, colhi matéria de 09.11.2017, “Washington (RV) – A Igreja nos Estados voltou a pedir um “debate verdadeiro” sobre a violência e, em especial, sobre o uso e a sobre a violência e, em especial, sobre o uso e a liberdade de venda de armas de fogo.

O pedido da Conferência Episcopal foi motivado pelo recente ataque à igreja batista de Southerland Springs, no Texas, que domingo passado causou a morte de 26 pessoas. Um mês atrás, em Las Vegas, outro massacre fez 59 vítimas durante um concerto.

No site dos bispos estadunidenses [26% dos norte americanos são católicos, uns 80 milhões], o Presidente da Comissão para a Justiça e o Desenvolvimento Humano, Dom Frank J. Dewane, exorta os líderes políticos a abrirem uma discussão “séria e profunda” sobre o porte de armas.

Esta é uma batalha histórica da Igreja local, que pede para proibir ou pelo menos regulamentar de maneira mais restritiva a venda de armas.

“Por muitos anos, os bispos dos Estados Unidos solicitaram aos nossos líderes que adotassem políticas razoáveis para contribuir a limitar a violência das armas”, escreve Dom Dewane. E os “eventos chocantes de Las Vegas e de Southerland Springs lembram quantos danos as armas podem causar”.

O Bispo defende que uma questão desta complexidade não pode ser resolvida somente com a adoção de medidas legislativas. Todavia, acrescenta, “os nossos líderes devem se empenhar num debate verdadeiro sobre as medidas necessárias para salvar vidas e tornar as comunidades mais seguras”.

Por sua vez, reitera Dom Dewane, “a Conferência Episcopal continua a pedir uma proibição total do porte de armas”.

A Igreja Católica, nos EUA, é radicalmente contra a pena de morte, contra o porte pessoal de armas, contra guerras, imperialismo, e a favor do Estado social, nos EUA etc. 

Mercado de armas é das fábricas dos EUA, da oligarquia que suga os recursos dos povos

Tirei este texto do site 247, que recomendo muito – “Maior parte das armas, que são vendidas no mercado negro, é comprada dos EUA, diz pesquisa realizada pela RAND Europe e pela Universidade de Manchester; segundo o levantamento, cerca de 60% das armas no mercado negro são provenientes dos EUA e outros 25% são de países europeus;

pesquisa acrescenta ser pouco provável que armas vendidas no mercado negro pela Internet sejam utilizadas em conflitos de grande escala, mas, mesmo assim, não descartam que possam ser usadas por terroristas e outros criminosos; comércio ilegal foi estimado em mais de US$ 1 bilhão”. 

— Updated: 21/10/2018 — Total visits: 38,783 — Last 24 hours: 74 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas