Notas sobre como é o capitalismo, no Brasil, e no mundo

O capitalismo é um sistema que permite o açambarcamento, a CONCENTRAÇÃO INÍQUA DE BENS, o monopólio privado, que entrega a economia e o Estado a latifundiários (exportadores, no velho sistema colonial de plantation, de república das bananas), a multinacionais, aos capitalistas monopolistas (oligopólios, oligarquia, organizados em trustes, cartéis e em outras organizações empresariais e políticas que trabalham para terem obras superfaturadas e sem licitação, para frustrarem os projetos de leis que criem direitos sociais etc).

As grandes fortunas parasitas ainda vendem o país, traem a soberania nacional (o povo), pois se articulam com as multinacionais, exportam matérias-primas (a base do colonialismo é a exportação das matérias primas e a exploração do trabalho, lembrando que as multinacionais pagam pelo mesmo trabalho, nas empresas subsidiárias no Brasil, quantias vinte ou mais vezes menor que as pagas nas matrizes, pelo mesmo trabalho) etc.

As multinacionais repetem o sistema plantation na indústria e no setor de serviços, e monopolizam, também, o setor exportador e importador. Exportam matérias-primas importantes nos deixando buracos (Itabira, Carajás etc) e importam produtos industrializados, mantendo o Brasil como uma grande colônia. E o fazem com alíquotas alfandegárias baixíssimas e, pior ainda, sem praticamente nenhuma fiscalização alfandegária.

Somente há 2.000 fiscais nas alfândegas e vale a pena lembrar que o grande e macro contrabando e o descaminho em conteineres jamais abertos ampliam o esmagamento de nossa soberania nacional.Nosso sistema tributário é absolutamente iníquo e coonesta os interesses dos ricos.

Comentários estão fechados.

— Updated: 21/09/2019 — Total visits: 60,850 — Last 24 hours: 72 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas