Pio XI, na encíclica “Mit brennender sorge” (15.03.1937, onde condenou o nazismo), deixou claro que a doutrina da Igreja é favorável à economia mista, que “equilibra harmoniosamente os direitos pessoais e as obrigações sociais”.

O bem comum é como a natureza humana, pessoal e social, à imagem da Trindade, pessoal e social. Economia mista. 

Vejamos o texto papal, atacando as teses anti-democráticas nazistas:

O verdadeiro bem comum está determinado e reconhecido, em última análise, pela natureza do homem, que equilibra harmoniosamente os direitos pessoais e as obrigações sociais (…). “Quer o Criador que a sociedade seja como o meio para conduzir ao completo desenvolvimento as disposições individuais e os benefícios sociais de cada pessoa”, para assegurar o “pleno desenvolvimento natural e sobrenatural e para completar” a perfeição de todas as pessoas.

Os “direitos pessoais” de cada pessoa estão gravados (subordinados) ao bem comum (que, assim, impõe “obrigações sociais”, chamadas também de “funções sociais”).

Comentários estão fechados.

— Updated: 21/05/2018 — Total visits: 27,426 — Last 24 hours: 70 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas