A parte humana da Igreja tem pessoas boas e alguns joios

A Igreja tem uma parte humana, sujeita a erros e pecados; tal como uma parte ligada a Deus, ou seja, à bondade, à verdade.

Há uma linha correta e preponderante entre as correntes teológicas da Igreja, tal como há uma linha boa entre as pessoas (esta “linha” constitui o “Reino de Deus”, difuso na terra, cf. Santo Agostinho).

Pois bem, apesar dos erros e pecados dentro e fora da Igreja, a linha certa (o “projeto de Deus”, na parte que consigo enxergar), a meu ver, fica explícita nos textos papais e nos melhores textos de militantes católicos e socialistas democráticos.

Esta “linha” aparece claramente nos textos de Karl Rahner, dos melhores cardeais e bispos, dos grandes leigos, de Metz etc.

Houve papas santos e houve papas pecadores e ruins, a parte boa é maior. 

A teologia política apenas frisa pontos implícitos na teologia ética e na Tradição.

Comentários estão fechados.

— Updated: 13/02/2020 — Total visits: 64,941 — Last 24 hours: 26 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas