O Vaticano, pelo Conselho Pontifício Justiça e Paz, editou o “Compêndio da Doutrina Social da Igreja” (São Paulo, Ed. Paulinas, 2005, item 356, p. 205), onde fica claro que a economia deve ter um caráter semi-público, misto.

O texto do Vaticano diz: “o sistema econômico-social deve ser caracterizado pela co-presença de ação pública e privada, incluída a ação privada sem finalidade de lucro”.

Há a mesma ideia no livro “Fé cristã e compromisso social” (São Paulo, Ed. Paulinas, 1982), dos padres Pierre Bigo e Fernando Bastos de Ávila, dois grandes jesuítas. 

Comentários estão fechados.

— Updated: 22/03/2019 — Total visits: 47,112 — Last 24 hours: 73 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas