Uma boa lição da Enciclopédia Britânica sobre a antiguidade da democracia e da naturalidade desta forma de governo

A “Encyclopaedia Britannica” (London-Chicago e Toronto, Ed. William Benton, 1960, vol. 7, p. 177), no verbete “democracy”, ensina corretamente que “a democracia direta é um das mais óbvias formas de organizar a comunidade política. Ela [a democracia] é encontrada em muitas das primitivas sociedades conhecidas pelos antropólogos modernos e suas origens, sem dúvida, recuam a tempos pré-históricos”. De fato, já nas mais antigas vilas de cem habitantes a forma natural de governo era a democracia, pois as decisões eram tomadas em assembleias, por consensos.

A “Encyclopaedia Britannica”, em seguida, transcreve trecho do livro “Política”, de Aristóteles, porque este filósofo teria elaborado a “melhor definição” (“The best definition is given by Aristotle”) sobre a democracia. O texto referido na “Britannica” é o mesmo texto elogiado pelo jurista José Afonso. Aristóteles foi quem melhor justificou a democracia, mostrando que várias cabeças pensam melhor que uma, ou seja, decisões consensuais, fruto do diálogo, são decisões mais sábias e corretas. 

Comentários estão fechados.

— Updated: 13/02/2020 — Total visits: 63,673 — Last 24 hours: 33 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas