Bolsonaro tenta negar frases racistas, mas o capuz da Khan fica visível…

Imagem relacionada

Vida simples, barata, humilde, tranquila, outra boa regra da igreja

A doutrina da Igreja defende vida simples, honesta, frugal, barata, humilde. 

Este ponto está bem claro no “Catecismo Holandês”, feito pelos bispos católicos da Holanda: “notemos que o humanismo contém, implicitamente, em sua moral e estilo de vida, muitíssimos elementos cristãos” (p. 42).

Sim, o humanismo da Paidéia e o humanismo hebraico é o núcleo da filosofia cristã e natural, racional.

O estilo de vida cristão é o estilo de vida simples, como foi bem explicado no movimento Estilo de Vida, que prega “viver simplesmente”, de forma simples e controlada, “para que todos possam viver simplesmente”, com dignidade, sem disperdícios (cf. J. V. Taylor, “Enough is Enough”, Londres, SCM, 1975).

O ideal cristão é uma vida simples, com os bens divididos entre todos, com estruturas estatais que sirvam a todos, que promovam o bem comum, a comunhão social.

Como explicou Rousseau, expondo na verdade pontos da doutrina da Igreja, todos devem ser pequenos proprietários, por exemplo, camponeses, pequenos burgueses, artesãos, artistas, prestadores de serviço,  trabalhadores associados em unidades de trabalho associado (cooperativas ou estatais), com ampla estrutura estatal para ajudar a todos, sem miséria, sem opulência (sem grandes fortunas privadas). 

Algumas linhas do socialismo distributista, economia mista, da doutrina social da Igreja

A doutrina social da Igreja é baseada em princípios (premissas, regras essenciais) fundamentais, como a destinação universal dos bens (a cada um de acordo com suas necessidades, frase bíblica, de At 4,32 e outros textos), o primado da pessoa, da dignidade humana, do trabalho humano etc.

Estas regras gerais, nas condições atuais, postulam uma economia mista, com destinação universal dos bens, distributismo, formas de distribuição dos bens, por ação estatal.

A Doutrina da Igreja nunca aceitou a concepção mecanicista-atomística, da sociedade, a fórmula da fisiocracia, o laissez faire, laissez passer. A igreja sempre defendeu amplo Estado social, dirigismo, intervencionismo, planificação geral, regional, local, setorial etc.

A Igreja também defende a estatização dos grandes bens produtivos.

E a Igreja se bate por um Estado democrático, com participação do povo na gestão. Esta era a teoria exposta pelos Santos Padres, por São Tomás, por Suarez, também adotada pelo padre Vieira, numa forma de “socialismo” cristão, como constatou João Camilo de Oliveira Torres, em várias obras.

O padre Vieira elogiava as estatais, queria uma espécie de estatização dos bancos, advogava por formas de regulamentação pública da economia, tal como era inimigo mortal da escravidão, lutando contra os escravocratas e obtendo a condenação papal à escravidão.

Reforma agrária Lula e Dilma- Estado deve comprar alimentos dos Pequenos Agricultores, de forma direta, sem atravessadores

“01.01.2017. GDF compra cerca de seis milhões de reais, em produtos dos Pequenos Agricultores do DF.

Por meio de três programas diferentes, aquisição direta em 2016 beneficiou pelos menos 360 produtores, como Ivone Ribeiro, do Sítio Grande Conquista, na área rural de Sobradinho

AMANDA MARTIMON, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
O governo de Brasília comprou, em 2016, mais de R$ 5,9 milhões de produtos diretamente de agricultores locais. A medida beneficiou ao menos 360 produtores do Distrito Federal, cadastrados em três programas diferentes: o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa-DF).
A produtora rural Ivone Ribeiro, de 56 anos, beneficiária dos programas de aquisição de alimentos do governo de Brasília.
A produtora rural Ivone Ribeiro, de 56 anos, beneficiária dos programas de aquisição de alimentos do governo de Brasília. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

A agricultora Ivone Ribeiro, de 58 anos, participa dos dois primeiros e calcula um incremento na renda de mais de R$ 6 mil por ano. “É um dinheiro certo e que nunca atrasa. Se eu entregar, vou receber. É uma venda garantida”, avalia a produtora, que tem como renda principal a comercialização em feiras. Ela fornece alface, repolho, couve, banana, tomate cereja e cebolinha, entre outros itens.

Além da importância da compra direta, que fomenta o mercado e a agricultura do DF, o diretor de Compras Institucionais, da Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Lúcio Flávio da Silva, destaca outros benefícios. “Os programas pagam valores justos, é uma fonte de renda extra do mercado privado e tem efeito multiplicador, porque, como é injetado em um local específico, a moeda circula dentro da região até três vezes antes de sair”, explica.

Dos três programas, o Papa-DF representou o maior montante neste ano. Por meio dele, os órgãos do governo de Brasília compraram mais de R$ 2,9 milhões em alimentos e produtos artesanais de agricultores familiares.

ranking_de_compras_de-produtos_agricolas_mais_comprados_pelo_governo_de_brasilia_agencia_brasilia

O PAA e o Pnae funcionam em parceria com o governo federal, que transfere recursos para os municípios e as unidades da Federação. Até o último balanço, no fim de novembro, foram adquiridos, por meio do PAA, cerca de R$ 1,7 milhão em alimentos no DF — que participa da ação na modalidade doação simultânea. Assim, os produtos adquiridos são doados por meio do Banco de Alimentos da Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa). Pelo Pnae, foram R$ 1,3 milhão para atender escolas.

Assim, o ciclo de compras tem duas pontas beneficiadas. Além dos agricultores, envolve entidades sociais e famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Mais produtos orgânicos comprados pelo governo do DF em 2016

Toda a produção de Ivone, no Sítio Grande Conquista, na área rural de Sobradinho, é orgânica. “Não é fácil, mas, pelo cuidado com o meio ambiente, vale a pena”, avalia. Os produtos orgânicos representaram 8% do total adquirido pelo Programa de Aquisição de Alimentos – em que há o ranking por tipo de alimento (veja a arte). Em relação ao total em dinheiro, eles equivalem a 14,3% do montante.

Com isso, o Distrito Federal ultrapassou a meta estipulada pelo governo federal de alcançar 5% em produtos orgânicos. “Isso vem crescendo; em 2013 não chegava a 1%”, compara Lúcio Flávio da Silva. Ele explica ainda que o porcentual em quantidade é menor do que em volume financeiro porque os orgânicos têm valor agregado.

Entre os produtos não convencionais, o mais adquirido, em quilogramas, foi a abóbora seca, seguida da mandioca, do morango, do tomate, da abobrinha italiana, da cenoura e da alface, nessa ordem. Já entre os orgânicos, as mais compradas pelo governo dos produtores pelo PAA foram alface, abobrinha menina, couve, repolho, batata, cebolinha e tomate.

O Exército continua a tradição de capacho dos ricos, dos grandes capitalistas

Do 247 – “Sem citar o nome do comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, o sociólogo e colunista do 247 Emir Sader critica declarações do militar sobre possíveis ameaças à democracia;

“Se o general tivesse estudado um pouco o tema, saberia que a extrema pobreza, a fome, a exclusão social, as imensas desigualdades, são incompatíveis com a democracia, regime em que todos devem ser iguais, mas que, na nossa sociedade, por essas razoes, são extremamente desiguais”, diz Emir; “A única forma de garantir a democracia no Brasil são eleições diretas e livres, deixando nas mãos do povo o direito de decidir, sem ingerências, nem de juízes, nem de militares, os destinos do pais. Ai voltaremos a ter democracia, sem tutela alguma”.

A cúpula do Exército vive de cinismo. Tal como no golpe de 64, destrói a democracia, alegando preocupação com a democracia. É como se um assassino matasse alguém e falasse que fez isso por preocupação com a morte da vítima. Chancelam um golpe anti democrático, com o pretexto cínico de defenderem a democracia….

Direita neoliberal quer eliminar Sociologia e Filosofia, para o Capital não ser criticado

247 – “A socióloga e professora do IFSP, Ana Paula Corti, aponta falhas estruturais na pesquisa realizada do Ipea que atrela a piora na aprendizagem da Matemática às disciplinas de Sociologia e Filosofia; “Qual o interesse de tentar provar que a retirada das disciplinas não só não vai fazer falta como poderia melhorar o aprendizado em Matemática? É uma correlação espúria e uma maneira de tentar produzir evidências no mínimo duvidosas”, afirma a professora”. 

A opinião abalizada de Paulo Sérgio Pinheiro sobre a sentença iníqua contra Lula

Do 247 – “Ex-secretário de Estado de Direitos Humanos do governo FHC, o professor Paulo Sérgio Pinheiro criticou duramente a condenação e a prisão do ex-presidente Lula, em entrevista à TV 247;

“Em termos do Brasil, é um desastre”, afirma; “Eu li toda a sentença. É vergonhosa. Posso afirmar que esses ministros do STF são corresponsáveis por qualquer coisa que aconteça com o presidente Lula na prisão”, denuncia; ele também conta bastidores da Comissão Nacional da Verdade, da qual foi integrante, e ataca a intervenção federal no Rio de Janeiro; assista a íntegra” no 247. 

Marina, malignidade, operar como Cunha, para dividir eleitorado, e ajudar os neoliberais

Recomendo ótimo artigo de Kiko Nogueira, em seu ótimo blog.

“Marina não sabia dos malfeitos de Aécio?

Por Kiko Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:
Num evento em Belo Horizonte, Marina Silva contou que não sabia dos crimes de que Aécio é acusado.
Foi sua segunda viagem à capital de Minas em menos de dez dias.
A candidata da Rede deu uma de joana sem braço quando questionada sobre o apoio ao tucano no segundo turno das eleições de 2014.

Marina ficou em terceiro lugar e abraçou a causa do Mineirinho com unhas, dentes e muito ódio no coração.

“Fui a pessoa que sugeriu que levasse o senador Aécio Neves ao Conselho de Ética do Senado. E defendo que não se tenha dois pesos e duas medidas”, disse ela a jornalistas.

“Na época, ninguém sabia o que o Aécio e a Dilma fizeram. A maioria de vocês aqui votou em um dos candidatos do segundo turno. Aposto que não sabiam. Se soubessem, com certeza não votariam. Então, a mesma coisa fui eu”.

E pronto, fui, tchau.

Aécio virou réu no STF nesta semana por corrupção e obstrução de Justiça e as acusações não param de aparecer.

Mas os mineiros e o mundo sempre souberam de quem se tratava.

Ao longo da campanha, o DCM dedicou diversas matérias aos malfeitos do senador. O Helicoca foi assunto nacional. A Lista de Furnas estava por aí há tempos.

O escândalo do aeroporto nas terras do tio foi amplamente noticiado.

Etc etc.

Há duas opções, igualmente ruins.

1. Marina está mentindo e embarcou na aventura aecista movida sabe Deus por quê.

2. Marina não sabe escolher com quem se alia.

Neste caso, se é verdade que ela não tinha ideia da ficha corrida notória de Aécio Neves, como esperar que governe?

Esse argumento vai valer para todo corrupto que ela nomear?

José Serra a chamou de “picareta”.

Fernando Henrique, numa das 738 entrevistas que deu hoje, disse que não sabe se Marina “tem a malignidade necessária para o exercício do poder.”

Talvez seja o oposto: excesso de malignidade.

Novamente, em ambos os casos, é um problema e não uma solução”.

A mentira dos fantoches da direita penal que defendem venda de armas. Meninos de propaganda dos fabricantes de armas…

Resultado de imagem para humor bolsonaro político

O patriotismo neoliberal e da direita é virar criado dos EUA, trair o país, o povo, vender o Brasil

Resultado de imagem para humor bolsonaro político

— Updated: 22/04/2018 — Total visits: 25,653 — Last 24 hours: 58 — On-line: 0
Pular para a barra de ferramentas